Amantes Da Ferrovia

Apaixonados por trem

"Capixabas se preparam para receber ferrovia Vitória-Rio" - (Revista Ferroviária)

Deu na Revista Ferroviária deste mês e na Gazeta do ES.

Fica a pergunta: Será um novo trecho ou será aproveitada a ferrovia (antiga Leopoldina) que existe ligando o Rio a Campos (passando por Macaé) e que chega a Vitória via Cachoeiro do Itapemirim?

O trecho hoje existente está sob concessão da FCA e fica uma pergunta no ar: Porque a FCA praticamente "abandonou" estas linhas e agora será construída uma nova ferrovia?

Eis o texto:

"Capixabas se preparam para receber ferrovia Vitória-Rio

29/08/2012 - A Gazeta/ES

O contrato de concessão da linha ferroviária do Rio de Janeiro - Campos -Vitória deverá estar assinado no segundo semestre de 2013, no período entre julho e setembro, de acordo com o cronograma do governo federal. A ferrovia fará a ligação do Espírito Santo com o Sudeste e as demais regiões do país.

A nova ligação, segundo o secretário estadual de Obras Públicas, Fábio Damasceno, “é de fundamental importância para a logística do Espírito Santo”. Pela ferrovia chegarão cargas de vários pontos do país para os terminais portuários instalados no Estado e também poderá ir para outras regiões as cargas desembarcadas no Espírito Santo.

Minério, produtos agrícolas (grãos principalmente), rochas ornamentais e cargas conteinerizadas deverão liderar a lista dos produtos que serão transportados pela ferrovia, explica o secretário.

Ele destaca que, além de garantir a ligação do Espírito Santo com a malha ferroviária do país, a linha férrea contribuirá para alavancar a economia dos municípios que serão cortados por ela ou terão proximidade.

Segundo Damasceno, há, dependendo do traçado, a possibilidade da construção de alguns ramais para interligar os municípios à estrada de ferro, gerando emprego e renda.

Além do transporte de cargas, o empreendimento viabilizará o transporte de passageiros de Vitória para o Rio de Janeiro e também para outros municípios da Região Sul do Estado, que será uma alternativa para quem usa o meio rodoviário.

O governo federal, lembra o secretário, está discutindo com a Vale a possibilidade de utilizar o projeto já pronto de um trecho da ferrovia. A mineradora tem aprovado e licenciado o projeto da Ferrovia Litorânea Sul, que vai de Vitória a Anchieta, até o Porto de Ubu.

De acordo com dados do Programa de Investimentos em Logística, anunciado pela presidente Dilma Rousseff, a ferrovia Espírito Santo-Rio de Janeiro está listada no grupo 2, que totaliza 7,4 mil km em extensão.

Conforme o cronograma divulgado pelo governo federal, os estudos de viabilidade deverão estar concluídos até fevereiro de 2013. As audiências públicas deverão ser realizadas ao longo de março.

Em maio do próximo ano, está prevista a publicação do edital licitatório e a concorrência deve ser acontecer em junho. A assinatura do contrato deverá ocorrer ainda em 2013, entre julho e setembro.

O programa do governo federal prevê investimentos de R$ 91 bilhões em ferrovias nos próximos 25 anos. De acordo com a Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), as concessionárias do setor deverão abrir, até 2014, pelo menos mais 7.100 vagas. Depois, quando deverão começar as obras, a projeção é de que sejam oferecidas mais de 3.500 vagas por ano."

Fonte: Revista Ferroviária

Exibições: 2015

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

  TOMARA QUE TAL FATO REALMENTE ACONTEÇA, POIS JÁ É NOTÓRIO OS PERIGOS NA BR 101 E A NECESSIDADE DO TREM LIGANDO OS DOIS ESTADOS, JÁ QUE EM ÉPOCA DE ALTA TEMPORADA, OS ÔNIBUS NÃO  ATENDEM A DEMANDA E QUEBRARIA O MONOPÓLIO DA VIAÇÃO ITAPEMIRIM.

Só que não deve levar 14 hs.de Cachoeiro ao Rio como era o Cacique.

  LÓGICO QUE NÃO AMIGO !  DEVERIA SER FEITO ALÉM DO ALARGAMENTO DA BITOLA PARA 1,664 mts.  A ELETRIFICAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO AUTOMÁTICA, MAS PARECE QUE NOSSAS AUTORIDADES (IM)COMPETENTES PENSAM QUE SOMOS DONOS DO PETRÓLEO DE TODO MUNDO, E CHEGARAM AO CÚMULO DO ABSURDO DE ARRANCAREM A REDE AÉREA DE TRECHOS JÁ ELETRIFICANOS.  LEMBRA - SE DAS LINHAS DA FEPASA E UM MONTE DE ESTAÇÕES DE ENERGIA ABANDONADAS QUE COMEÇARAM A TER SEUS EQUIPAMENTOS SAQUEADOS COLEGA ?  ALÉM DO MAIS SERÁ QUE NÃO TEMOS EMPRESAS COM GABARITO PARA FAZER UMA PONTE FERROVIÁRIA LIGANDO O RIO A NITERÓI ?  O QUE ACABARIA COM A DESVANTAGEM DO TREM EMRELAÇÃO AO ÔNIBUS.

Olhe, sr. Leonam, esses transtorno q vc fala aí quem tem toda culpa é o povão, sabe? O povão não reage. Tem uma coisa: tem q ser todo o Povão e não 50 pessoas choradas. E 50 pessoas é a mesma coisa de vc chegar na lagoa Rodrigo de Freitas com um vaso de 50 litros, primeiro meça o nível com uma trena e marque. Tire os 50 litros d,água e após vá conferir se a lagoa baixou o nível, pelo menos 1 cm. É o caso de se referindo a manifestação, tem q ser todo o povão e não 50 pessoas. Uma política-admiistrativa, safada, mafiosa, nunca de deixou de dar vez e prioridade a empresário, engordando seus lucros, no caso vc falando em empresa de ônibus ITAPEMIRIM. Na verdade é um monopólio e eu destesto monopólio como o diabo detesta da cruz. Aqui em Sergipe eu estou preparando meu terreno p,ra plantar feijão e melancia, mas, eu plantar feijão carioquinha e melancia CRAWSON, sabe o vou fazer: NÃO PLANTO, sabe porq eu não planto? Porq eu detesto monopólio como o diabo detesta da cruz, morou?

queria sabe qual foi os criterios ter tirados a circulacão a ferrovia espirito santo -rio ela sempre existiu a fca que adminstrava acho q faltou estudo de logistica pra escoa a produção é interesse politico não só pra espirito santo mais para o nordeste tb como a bahia  ...agora olha o absurdo gastar milhões no que estar pronto e abandonado por falta vontade 

O atual traçado entre Vitoria e Ponte de Itabapoana é muito sinuoso, embora por ele passe cargas como calcareo e madeira, dai até o Rio o traçado é bom tanto que no passado era feito com certa rapidez,9 hs.para 400Kms com tração vapor isto nos  anos 40/50. Havia também o contorno da baia de Guanabara que continua até hoje. Terá que ser uma refeita em todo percurso, bitola não tem tanta importância no Japão há trens rápidos na bitola 1,067m.

P,ra essa nova ferrovia da LEOPOLDINA ligando RJ-Vitória,  a bitola métrica ñ é tanto o problema e sim, o contorno da baía de Guanabara q leva mais tempo  de viagem. Uma política-administrativa governamental nem quis saber de passar rente a ponte RJ-Niteroi a ferroviária, seria eletrificado e um metroviário de 3 carros substituiria a poluente e lançadora de gases (CO2) na atmosfera.  É como q dizendo assim: TEM ÔNIBUS. O contorno ferroviário em volta da baía de Guanabara ñ erradicaria, serviria p,ra o social, até mesmo Niteroi a São Gonçalo e mais adiante.  Máfia pesadíssima e poderosa essa d,um país de belezas naturais como é o Brasil e q outros países ñ tem e se tiver (e tem) ñ é um país continental como é o Brasil.

A bem da verdade de SP a Vitoria também a Aguia Branca do Grupo Salutaris. Monopólio é mais da 1001 que engloba 10 empresas.

Responder à discussão

RSS

Publicidade

Membros

Música

Carregando...

Últimas atividades

© 2017   Criado por Amantes da Ferrovia.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço