Obras da Ferrovia Transnordestina caminham a todo vapor

Obras da Ferrovia Transnordestina que ligará o sertão nordestino aos portos de Suape (PE) e Pecém (CE) caminham a todo vapor. O ministro dos Transportes, César Borges, informou nesta quarta-feira (16), em audiência pública na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, que a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) prevê que a conclusão da ferrovia para setembro de 2016.

Ponte na região da cidade pernambucana de Salgueiro.
O ministro dos Transportes enfatizou a importância desta ferrovia e destacou a capacidade de produção agrícola da região. “Esse é um passo muito importante para o Brasil e reforçamos a importância da conclusão do projeto da Ferrovia Transnordestina”, disse Borges.

Em visita ao Nordeste, no mês de setembro, a presidenta Dilma Rousseff salientou que a Ferrovia Transnordestina impulsionará o desenvolvimento na Região Nordeste, diminuirá ainda mais as desigualdades. Ela também sinalizou que a expectativa é que a ferrovia movimente cerca de 30 milhões de toneladas em cargas de grãos.

Ao todo, são 1.728 quilômetros que irão permitir a interligação dos estados brasileiros e a integração da Região Nordeste. 

De acordo com informações do Blog do Planalto, o projeto vai encurtar distâncias entre as regiões para reduzir custos e potencializar o escoamento de grãos e minério. A ferrovia vai ligar os estados do Piauí, Pernambuco e Ceará. A Ferrovia Transnordestina é um dos principais projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e tem como objetivo potencializar o transporte de cargas no Nordeste.

Ao todo, são 1.728 quilômetros que irão permitir a interligação dos estados brasileiros e a integração da Região Nordeste. A assinatura dos contratos aconteceu no Ministério dos Transportes entre dirigentes das empresas Companhia Siderúrgica Nacional e TLSA (concessionária), e do BNDES, Valec e Sudene, além da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Exibições: 506

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Comentário de LEONAM DA SILVA FERREIRA em 25 outubro 2013 às 18:38

  QUE TAL OS DIRIGENTES (IM)COMPETENTES DE NOSSO PAÍS IREM À RODOVIÁRIA DO RIO DE JANEIRO NO AUGE DO VERÃO E EM ÉPOCAS TAIS COMO NATAL/ANONOVO, CARNAVAL, SEMANA SANTA E OUTRAS DE MUITO MOVIMENTO, TENTAR COMPRAR PASSAGENS PARA CIDADES TAIS COMO MACAÉ, CAMPOS, CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM, GUARAPARI, VITÓRIA, COLATINA E VÁRIAS OUTRAS DO ESPÍRITO SANTO ?  ESPERO QUE O PROJETO DA FERROVIA DO RIO DE JANEIRO PARA O REFERIDO ESTADO TAMBÉM SE CONCRETIZE.

Comentário de Aloizio Barros de Souza em 24 outubro 2013 às 11:08

Estranho que o Brasil parece uma pais divido em dois. Enquanto no Norte e Centro-Oeste o governo injeta nas ferrovias, no Sudeste e Sul a ordem é fechar ramais. Não dá para entender essa matemática. Deveria sim o governo manter e modernizar os ramais do sul e sudeste que são mais antigos (centenários), criar novos como faz com o norte/centro-oeste. Basta ver a quantidade de trechos inoperantes que a FCA devolverá ao governo e com certeza não terão futuros interessados e o governo os erradicará. São centenas e talvez até molhares de km de linhas hoje sob concessão da FCA e que correm o risco de desaparecer do mapa. Ora, bastava modernizar, aumentar os raios de curva, diminuir rampas e etc. Mas não, existe uma total má vontade política com as ferrovias no sudeste. É fácil para o governo e as concessionárias taxá-las de antieconômicas por serem "centenárias" e erradicá-las. Falta mais uma vez uma política de verdade voltada para o transporte ferroviário no Brasil. Uma lástima. Ferrovia tem que existir no Brasil todo, de norte a sul de leste a oeste.

Comunidades

Últimas atividades

Mauricio Cardim atualizaram seus perfis
28 Set
Mauricio Cardim postou um status
"O que Tenho muitos cartões postais lançados, inclusive recentes. Vendo e faço permutas. Mauricio Cardim Caixa Postal 61 - IP"
28 Set
JOSEMAR DOS SANTOS DINIZ compartilhou um perfil em Facebook
11 Set
Eliane Marques atualizaram seus perfis
26 Ago

© 2018   Criado por Amantes da Ferrovia.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço