[ editar artigo]

“La Métamorphose”: um projeto futurista da Gare du Nord

“La Métamorphose”: um projeto futurista da Gare du Nord

A Gare du Nord, maior estação de trem da Europa, será completamente revitalizada e vai triplicar de tamanho para os Jogos Olímpicos de 2024, em Paris. O recém-aprovado projeto futurista, apelidado de “La Métamorphose”, foi estimado em 600 milhões de euros.

O projeto está sendo administrado pela Société Nationale des Chemins de fer Français (SNCF), o serviço ferroviário nacional do país, e seu parceiro, o desenvolvedor Ceetrus

Nos planos está a ampliação de 35 mil metros quadrados para 124 mil metros quadrados para atividades comerciais, como lojas, escritórios e um centro fitness. Além disso, haverá espaços para shows e outros eventos culturais.

Hoje, a Gare du Nord é frequentada por 700 mil visitantes diários. Com a reforma, até 2030, seu atendimento pode chegar a 900 mil usuários por dia.

Projeto e construção da estação ferroviária Gare du Nord ao longo dos anos

 

A Gare du Nord originalmente foi projetada por Léonce Reynaud, e construída por engenheiros de pontes e estradas.

A construção da nova estação ferroviária começou em 1860 e foi concluída em dezembro de 1865. A fachada da estação original foi removida e transferida para Lille.

A nova estação ferroviária foi projetada por Jacques Ignace Hittorff, um arquiteto francês nascido na Alemanha. Jacques adotou um estilo de arquitetura Beaux-Arts (neoclássico) no projeto da Gare du Nord, que tem um terminal em forma de U.

Cinco trilhos adicionais foram adicionados em 1884 para lidar com o aumento do tráfego ferroviário. Já em 1889, uma extensão foi construída no lado leste para linhas ferroviárias suburbanas. Outras obras de expansão foram realizadas nas décadas de 1930 e 1960.

A estação ferroviária possui 23 estátuas femininas que adornam a fachada de 164 metros, representando destinos como Paris, Londres, Berlim, Varsóvia, Amsterdã, Viena, Bruxelas e Frankfurt. A fachada foi construída com vários formatos de pedra, apoiados por uma viga de ferro fundido.

“Trazer a estação para a cidade e a cidade para a estação”

Fonte: Valode & Pistre Architectes

O projeto com o slogan “Trazer a estação para a cidade e a cidade para a estação” foi desenhado pelo escritório de arquitetura Valode & Pistre.  

Entre as inovações do projeto está a construção do quarto e o quinto andares, que  serão construídos com madeira certificada, enquanto o teto será equipado com jardins e painéis solares.

 

O principal destaque é o enorme e brilhante cubo de vidro com 300 metros de comprimento e 18 metros de largura.

 

Além disso, os pontos de chegada e partida de passageiros serão diferenciados, assim como nos aeroportos, com passarelas que cruzam os trilhos para acessar as diferentes plataformas.

Modernização da infraestrutura ferroviária

 

De acordo com pesquisas realizadas pela SNCF Gares & Connexions, passageiros e residentes enfrentam sérias dificuldades tanto dentro (desconforto de espera e falta de legibilidade dos espaços) e fora da estação (insegurança, sujeira, aumento do tráfego ilegal etc.).

O objetivo do projeto é igualar a Gare du Nord às outras  grandes estações europeias, em termos de equipamento, acessibilidade, intermodalidade e capacidade.

O projeto visa melhorar as conexões entre a estação de superfície Transilien e a estação de metrô suburbana. É vital para o desenvolvimento do transporte ferroviário em Ile-de-France, bem como para o norte da Europa.

A infraestrutura foi projetada para limitar o impacto ambiental, pretendendo afirmar-se como um modelo de desenvolvimento sustentável. A SA Gare du Nord 2024 visa a construção de baixo carbono, o que resultará em particular na obtenção de quatro das certificações mais exigentes: BREEAM Outstanding, Well Gold, Label Energie Carbone (E + C-) nível E3C1 e Biodiversidade.

A Gare du Nord  também visa melhorar o acolhimento de todos os viajantes, dando prioridade aos portadores de deficiência por meio da criação de mais de 100 novos elevadores e escadas rolantes.

Além disso, haverá uma gama de serviços de qualidade, complementares aos existentes no distrito; a organização da Gare du Nord pretende facilitar o acesso a serviços essenciais, como um consultório médico, correios ou os que correspondem às novas necessidades dos viajantes, como uma oficina de bicicletas ou vestiários.

 A implementação de soluções digitais, como sinal Wi-Fi gratuito ilimitado, tornará a nova estação tecnologicamente mais funcional para passageiros e trabalhadores.

Vale salientar que o  término do projeto era previsto para 2024, quando Paris deve sediar as Olimpíadas. No entanto, não está claro se a construção poderá manter esse cronograma devido aos diversos impactos da pandemia.

Amantes da Ferrovia
Ler conteúdo completo
Indicados para você