Amantes da Ferrovia
Amantes da Ferrovia
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Locomotivas elétricas devem compor a 1ª ferroviária híbrida do país

Locomotivas elétricas devem compor a 1ª ferroviária híbrida do país
Amantes da Ferrovia
out. 31 - 3 min de leitura
000

A Vale anunciou recentemente a compra de locomotivas elétricas para composição da primeira ferrovia híbrida do país. A tecnologia da bateria FLXdrive  é uma parceria com a Wabtec Corporation e uma colaboração para pesquisas sobre o uso de amônia como alternativa ao diesel, visando a descarbonização das operações ferroviárias. 

Essa é uma das iniciativas da mineradora de reduzir suas emissões de carbono, das quais 10% provêm de sua malha ferroviária. A meta é se tornar carbono zero até 2050.

As três locomotivas elétricas serão integradas ao maior trem de transporte de minério de ferro do mundo na Estrada de Ferro Carajás, especialmente em trechos de aclive, formando a primeira composição ferroviária híbrida do Brasil. 

A tecnologia das baterias permitirá recarregá-las durante a frenagem, proporcionando uma economia estimada de 25 milhões de litros de diesel por ano e a redução de 63 mil toneladas de emissões de carbono. 

Além disso, a Vale e a Wabtec estão explorando o desenvolvimento de um motor a amônia como combustível alternativo de baixo impacto ambiental. 

Confira a notícia completa aqui.

Vantagens das locomotivas elétricas

As locomotivas elétricas representam um avanço revolucionário no setor ferroviário, oferecendo uma série de vantagens notáveis em relação às locomotivas a diesel ou a vapor. Uma delas é a eficiência energética, já que as locomotivas elétricas podem converter a eletricidade em movimento com uma eficiência muito maior do que os motores a diesel. Além disso, essas locomotivas são mais amigáveis ao meio ambiente, produzindo zero emissões de poluentes locais e reduzindo significativamente a pegada de carbono do transporte ferroviário.

A tecnologia por trás das locomotivas elétricas também permite um melhor controle e gerenciamento da potência, resultando em maior capacidade de tração e velocidades mais altas. Além disso, a eletrificação das ferrovias permite a regeneração de energia durante a frenagem, o que ajuda a economizar energia e reduzir os custos operacionais. Com o avanço contínuo da tecnologia, as locomotivas elétricas estão se tornando ainda mais eficientes e sustentáveis, contribuindo para um transporte ferroviário mais limpo e eficiente em todo o mundo.

Sobre a Estrada de Ferro Carajás

A Estrada de Ferro Carajás é uma das ferrovias mais importantes e emblemáticas do Brasil, desempenhando um papel crucial no transporte de minério de ferro da região de Carajás, no estado do Pará, para o porto de São Luís, no Maranhão. Com cerca de 892 quilômetros de extensão, essa ferrovia é uma das mais longas do país e é operada pela Vale, uma das maiores empresas de mineração do mundo. 

A estrada é conhecida por sua infraestrutura de alta qualidade, com trilhos modernos, pontes e túneis que possibilitam o transporte eficiente e massivo do minério, contribuindo significativamente para a economia brasileira e global. 

Além disso, a ferrovia também desempenha um papel fundamental no desenvolvimento e na conectividade das regiões do norte e nordeste do Brasil, facilitando o transporte de mercadorias e promovendo o crescimento econômico dessas áreas.



Denunciar publicação
    000

    Indicados para você