[ editar artigo]

Quem foi George Stephenson?

Quem foi George Stephenson?

Se hoje somos apaixonados por trens, devemos isso a George Stephenson. Este pioneiro na engenharia ferroviária – conhecido como “o pai dos caminhos de ferro britânico” – é um dos responsáveis pela construção das primeiras locomotivas a vapor e de várias estradas de ferro na Inglaterra. A sua famosa invenção substituiu de vez a tração animal, provocando uma grande revolução nos meios de transportes.

Venha com a gente e embarque nessa história que mudou o mundo!  

Do começo difícil para a carreira promissora

Filho de um casal de analfabetos, George nasceu em 9 de junho de 1781, em um vilarejo no condado de Northumberland, perto da cidade de Newcastle Upon Tyne, localizado na Inglaterra. Seu pai trabalhava em uma mina de carvão em Wylam, como operador de máquinas a vapor, ganhando um salário muito baixo.

O menino seguiu os passos do pai, e desde cedo começou a trabalhar na mina de carvão junto com ele. Aos 17 anos, sem uma educação formal, George pagou para estudar em uma escola noturna para aprender a ler, a escrever e fazer cálculos aritméticos – e rapidamente mostrou sua habilidade mecânica.

O jovem decidiu trabalhar com diferentes tipos de máquinas industriais em minas de carvão no nordeste e na Escócia. A época foi marcada pelo começo da Revolução Industrial e pelo surgimento de novas tecnologias, como motores a vapor e trilhos fixos.

Seu sucesso começou em 1811, quando Stephenson identificou que o motor de bombeamento das minas de Killingworth, não estava funcionando corretamente e ele se ofereceu para corrigir o problema. Sua habilidade impressionou os donos das minas, que, observando o seu potencial, o nomearam engenheiro chefe de motores. O jovem se tornou um especialista em máquinas movidas a vapor.

Um futuro promissor o esperava!

A locomotiva e as construções das estradas de ferro 

Enquanto trabalhava nas minas, Stephenson aperfeiçoou seus conhecimentos realizando experimentos relacionados a motores a vapor. Em 1814, o engenheiro projetou sua primeira locomotiva a vapor, chamada de Blucher, com o objetivo transportar carvão na estrada Killingworth Colliery. 

Era o primeiro trem a usar rodas flangeadas rolando sobre um trilho de ferro liso, e tinha capacidade de transportar 30 toneladas a 6 km/h. Não satisfeito com a potência do motor, ele introduziu a “explosão de vapor”, que aumentava a velocidade da locomotiva.

Stephenson produziu outras locomotivas, mas foi nas ferrovias que ele alcançou  seu sucesso. Em 1821, foi nomeado engenheiro para a construção da ferrovia de Stockton e Darlington, a primeira do mundo projetada especificamente para o uso de trens. Auxiliado por seu filho, Robert, começou a construção no mesmo ano. 

A ferrovia possuía 42 km de extensão e foi inaugurada em 27 de setembro de 1825. O trem, chamado de Locomotion, foi o primeiro a ser produzido pela empresa Robert Stephenson and Company ( que leva esse nome em homenagem ao filho de George), e com o percurso de duas horas, transportou uma carga de 80 toneladas, atingindo a velocidade de 39 km/h. Que evolução comparada com a primeira, não é mesmo? 

O sucesso foi tão grande que ele foi procurado para outros projetos ferroviários. Nessa época, se tornou o engenheiro chefe da Liverpool & Manchester Railway. Essa construção foi um dos seus maiores desafios! Para que os motores tivessem a máxima eficiência, era preciso manter a linha do trilho o mais nivelada possível. O projeto incluiu grandes empresas de engenharia civil, que executavam uma série de serviços, como cortes, aterros e viadutos de pedra para nivelar as rotas.

Em 1829, pouco antes da conclusão da obra, a empresa promoveu uma competição para decidir o melhor tipo de locomotiva que iria puxar cargas pesadas em longas distâncias. A locomotiva "Rocket" de Stephenson foi a vencedora, atingindo um recorde de velocidade de 58 km/h. A linha foi inaugurada em 15 de setembro de 1830, sendo a primeira interurbana do mundo.

Os resultados das locomotivas e estradas de ferro fizeram com que George Stephenson fosse associado a outros projetos ferroviários. Além disso, ele contribuiu para estimular a Revolução Industrial, facilitando o transporte de matérias-primas e produtos manufaturados. 

Você já conhecia a história de George Stephenson? O que achou das suas contribuições para o mundo das ferrovias? Deixe seu comentário!

Amantes da Ferrovia
Ler matéria completa
Indicados para você